Home Diversos Vôlei: Equipes femininas iniciam movimentações para próxima temporada:

Vôlei: Equipes femininas iniciam movimentações para próxima temporada:

por Nilton Castelo

Antes da Superliga, Sesi/Bauru e Osasco devem participar de estadual

Os clubes brasileiros de vôlei feminino ainda não sabem quando voltarão a jogar. Muitos deles não sabem nem quando retornarão aos treinos. Mas, mesmo assim, alguns já estão anunciando contratações e parcerias. É o caso de dois dos principais times do cenário nacional, que nesta quarta (8) fizeram importantes divulgações. Com o slogan “O jogo continua. A bola não vai parar”, o Vôlei Bauru confirmou nas redes sociais a renovação do acordo com o Sesi, parceria iniciada em 2018.

 

Ver essa foto no Instagram

 

@sesi.sp e Vôlei Bauru renovam parceria e o time seguirá firme na próxima temporada! 🏐

Uma publicação compartilhada por Sesi Vôlei Bauru (@sesivoleibauru) em

Em contato com a Agência Brasil, o presidente do clube, Reinaldo Mandaliti, salientou que o acerto é vital para a manutenção de uma equipe forte. “A renovação é vital. Estamos vivendo um momento muito difícil e sem precedentes no Brasil e no mundo. Sem a parceria do Sesi, nada seria possível”, comentou o dirigente.

Em relação ao elenco, o time, que foi o melhor paulista na temporada passada (com 13 vitórias em 22 jogos, quando a Superliga foi encerrada pela pandemia), mantém negociações para renovar com a oposta Rahimova e pretende contratar a central Mara, a ponteira Mari Casemiro e “repatriar” a levantadora Carol Leite e a líbero Brenda Castillo. “Todas elas interessam. São excelentes atletas. Mas nenhuma delas está confirmada. Estamos trabalhando e teremos novidades nos próximos dias. O que posso garantir é que não temos negociações com a ponteira Mari Paraíba e com a central Fabiana”, informou o presidente Reinaldo.

Outro time paulista que apresentou novidades hoje (8) foi o Osasco, cinco vezes campeão brasileiro. O time da grande São Paulo confirmou a chegada da oposta Tandara, uma das principais jogadoras do vôlei brasileiro, que defendeu o Sesc/Rio de Janeiro na última Superliga. “É a cidade do meu coração. Sempre fui muito bem tratada. Pesou muita coisa para essa volta, minha vida, minha filha, o trabalho do meu marido. Com certeza, o pensamento de todo o time é de que será uma temporada maravilhosa, com muita garra dentro de quadra”, declarou em live promovida pelo time paulista. Ela retorna ao clube após dois anos para a quarta passagem pelo clube.

Além da oposta campeã olímpica em Londres 2012, o Osasco confirmou a renovação da líbero Camila Brait. Será a 13ª temporada da jogadora pela equipe. “Cheguei em 2008, o Luizomar [de Moura, técnico] foi o primeiro cara que acreditou em mim. Sou muito grata. Aqui conheci meu marido, tive minha filha, tenho identificação com a torcida e é onde quero estar”, disse a atleta, que também participou da live.

A edição 2019/2020 da Superliga foi encerrada após o término da primeira fase, por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Segundo Luizomar, o ginásio José Liberatti e a academia na qual o elenco trabalha foram desinfectados na última terça (7). O técnico também revelou que terá uma reunião com dois infectologistas ainda nesta quarta. “Sei da expectativa da torcida apaixonada. Todos querem saber quando retornamos. Começamos nosso protocolo, com todos os cuidados”, afirmou o treinador.

O primeiro torneio das duas equipes deve ser o Campeonato Paulista. Existe uma previsão de que o torneio comece na primeira semana de setembro. Mas, para ser confirmada, ainda depende de protocolos sanitários e acordos entre as órgãos responsáveis.



Créditos: Agência Brasil

0 Comentário(s)
1

Você pode gostar

Deixe um comentário