Home Esporte Presidente do XV de Piracicaba analisa protocolo de retomada do Campeonato Paulista. “Será bem restrito o número de pessoas em um jogo”, diz Arnaldo Bortoletto.

Presidente do XV de Piracicaba analisa protocolo de retomada do Campeonato Paulista. “Será bem restrito o número de pessoas em um jogo”, diz Arnaldo Bortoletto.

por Marcelo Sá

(Foto: Vitor Prates)

Visando a retomada do Campeonato Paulista, a FPF (Federação Paulista de Futebol) desenvolveu um protocolo de segurança e encaminhou aos clubes para que possam se adequar as mudanças que serão exigidas para a realização dos treinamentos e das partidas. A competição e a volta aos trabalhos físicos seguem sem data prevista para o retorno. Em entrevista a rádio Jovem Pan News Piracicaba, o presidente do XV de Piracicaba, Arnaldo Bortoletto, explicou como deve ser o procedimento da volta.

“O protocolo tem basicamente toda a recomendação de treinos. Quando forem retomados, na primeira semana serão individuais. Depois passarão a ser realizados em grupos e a partir da terceira semana voltam os coletivos. Serão feitos testes de Covid-19 com 48 horas antes da volta aos treinos e também dos jogos. Outra recomendação é que os jogadores não permaneçam mais de meia hora dentro dos vestiários e haja uma presença mínima dentro do campo”, disse Bortoletto.

“Será bem restrito o número de pessoas em um jogo. Não poderá ultrapassar 170 pessoas, contando jogadores das duas equipes, jornalistas, seguranças, médicos, entre outros envolvidos com a partida. Há uma série de fatores que ainda estamos estudando. Aguardamos a aprovação para ver se retornaremos para terminar o campeonato”, explicou o mandatário quinzista. O Nhô Quim ainda espera definições junto a FPF sobre os custos para cumprir o protocolo.

“Ainda está indefinido se a Federação vai arcar com os custos, pelo menos dos testes. São coisas que ainda estão em andamento para viabilizar esse retorno. Estamos com o caixa bem baixo, pois já gastamos mais da metade das reservas que fizemos durante a Copa do Brasil. Nossa esperança é que o campeonato volte em junho e termine em julho, no máximo dia 15, pois é o que dá para o caixa aguentar. Caso contrário teremos que fazer um novo estudo e ver o que vai acontecer, pois o caixa está muito reduzido”, concluiu Bortoletto.

0 Comentário(s)
1

Você pode gostar

Deixe um comentário