Home Esporte Nacional estreia camisa do centenário e vira sobre Santo André na Barra Funda;

Nacional estreia camisa do centenário e vira sobre Santo André na Barra Funda;

por Nilton Castelo

No dia em que estreou seu mais novo uniforme dourado para celebrar o centenário do clube, comemorado no último dia 16 de fevereiro, o Nacional deu um presente à torcida que compareceu ao Nicolau Alayon e venceu o Santo André por 2 a 1, de virada, em jogo válido pela décima rodada da Série A2 do Campeonato Paulista. O time do ABC saiu na frente com um gol do zagueiro Ícaro, de pênalti, aos 23 minutos do primeiro tempo. Os mandantes só conseguiram a virada na etapa final, aos 31 e 39 minutos, com Ortigoza e Everton Dias, em duas jogadas aéreas.

Com o resultado, o Naça chegou aos 12 pontos – a mesma pontuação do próprio Santo André, que é o último clube do G8. Porém, por critérios de desempate, a equipe da Barra Funda está na décima posição.

Além dos três pontos, da emoção da virada e do uniforme dourado, a partida também ficou marcada pela estreia do meia Léo Rocha, que bateu a falta para o gol de empate e o escanteio para o gol da vitória do Ferrinho.

O JOGO

Em um confronto direto por uma vaga no G8 da Série A2, o Santo André tentou jogar nos erros do Nacional para surpreender os mandantes. Numa destas jogadas, Vinicius Rodrigues cruzou na área nacionalina. Maykinho chegou à frente do lateral Léo Cunha, enroscou-se com o atleta e caiu. O árbitro Daniel Bernardes Serrano assinalou pênalti para os visitantes. Ícaro cobrou e colocou a equipe do ABC em vantagem, aos 23 minutos do primeiro tempo. Com o placar favorável, o Santo André continuou perigoso e ameaçando a meta de Maurício. O Nacional tentou responder, mas sem êxito.

Já no segundo tempo, o Naça, em busca do empate, foi mais agressivo. O técnico Jorginho usou suas três substituições na tentativa de conquistar um resultado melhor diante de sua torcida. Ele sacou Caio Mendes, Léo Cunha e Josué para as entradas de Felipe Pernambuco, Léo Rocha e Ortigoza.

Os mandantes ganharam mais imposição na jogada aérea com estas substituições. E, assim, chegou ao empate aos 31 minutos. Léo Rocha cobrou uma falta na área, Ortigoza se antecipou ao goleiro Thomazella e, de cabeça, igualou o placar.

A receita de tentar o gol em bolas cruzadas voltou a funcionar oito minutos depois. Na cobrança de escanteio de Léo Rocha, Michel Tuíque subiu mais do que a zaga rival e cabeceou com força. Thomazella fez uma excelente defesa, porém, no rebote, o zagueiro Everton Dias aproveitou, empurrou para as redes do Santo André e deu números finais à partida: 2 a 1 para o Naça, que continua invicto sob o comando de Jorginho e cada vez mais próximo do G8.

“Foi um jogo difícil. Estávamos empatando muito e sabíamos que era algo psicológico. Confiávamos que a vitória viria a qualquer hora e pude ser feliz em estrear com um triunfo”, afirmou o meia e estreante Léo Rocha.

Na próxima rodada, o Nacional visita a Portuguesa, no Canindé, às 19h00 do dia 10 de março (domingo). Já o Santo André recebe a Inter de Limeira, um dia antes, às 15h00.

Nacional 2 x 1 Santo André

Décima rodada da Série A2 do Campeonato Paulista

Local: Estádio Nicolau Alayon

Horário: 15h00

Árbitro: Daniel Bernardes Serrano

Assistentes: Ricardo Luis Buzzi e Thiago Henrique Almeida Alborghetti

Público: 370 pagantes

Renda: R$ 4.600,00

Cartões Amarelos: Léo Cunha, Josué, Danilo Negueba (Nacional)

Gols: Ortigosa 30′ 2T, Everton Dias 38′ 2T (Nacional) e Ícaro 22′ 1T (Santo André)

Nacional
Maurício;
Léo Cunha (Léo Rocha), Gabriel Santos, Everton Dias e Caio Mendes (Felipe Pernambuco);
Danilo Negueba, Everton Tchê e Emerson Mi;
Josué Freitas (Ortigoza), Michael Tuíque e Matheus Lu.
Técnico: Jorginho

Santo André
Thomazella;
Dênis Germano, Ícaro, Leonardo Luiz e Vinicius Rodrigues;
Pedro Vitor, Fabricio Rodrigues (Rafael Toledo), Roberto e Guilherme Garré (Mateus Santiago);
Maikinho (Carlos Alberto) e Anselmo.
Técnico: Fernando Marchiori

Créditos Cristina Struts

0 Comentário(s)
2

Você pode gostar

Deixe um comentário