Home EsporteBasquete Curry brilha no fim, Warriors eliminam o Houston e estão na final do Oeste pelo 5º ano seguido:

Curry brilha no fim, Warriors eliminam o Houston e estão na final do Oeste pelo 5º ano seguido:

por Nilton Castelo

Kevin Durant estava fora por lesão na panturrilha. Steph Curry jogou apenas 12 minutos e não fez ponto no primeiro tempo. Era pro Houston Rockets apertar o botão do turbo, liderar com tranquilidade a partida número 6 desde o início e se preparar pro sétimo e último embate. Mas não foi o que aconteceu. Os texanos sofreram do começo ao fim, não souberam controlar as emoções nos minutos derradeiros e viram um rosto bem conhecido aluciná-los no finalzinho do jogo.

Até então apagado, Steph Curry apareceu como craque que é, fez surreais 23 pontos no último período e liderou o Golden State Warriors a uma incrível vitória de 118-113 (total de 33 pontos do magriça). Com o resultado, os Warriors estão na quinta final seguida do Oeste e enfrentarão Portland Trail Blazers ou Denver Nuggets, que estão empatados em 3-3 e se enfrentam no domingo no Colorado para o famoso “vence ou férias”. O jogo desta sexta-feira no Texas, aliás, pode ter sido o último da carreira do brasileiro Nenê, que na semana passada em entrevista disse que tem tudo pra se aposentar ao final deste campeonato.

O primeiro tempo foi mega equilibrado do começo ao fim. Com um detalhe até certo ponto surpreendente. Com duas faltas marcadas contra si logo no começo, Steph Curry quase não jogou (apenas 12 minutos) e errou seus cinco arremessos (terminou zerado). Do outro lado, Chris Paul e James Harden somaram 30 pontos na primeira etapa, mas o placar empatado em 57 após 24 minutos se explicava por conta de uma soberba atuação de Klay Thompson (21 de seus 27 pontos saíram na primeira etapa) e de boas performances de Draymond Green (8 pontos, 7 rebotes), Andre Iguodala (8 pontos) e Kevon Looney (8 pontos também). Assim o Warriors, mesmo sem Durant e Curry totalmente apagado, se segurava no placa.

No segundo tempo mais equilíbrio. Chris Paul pegou fogo no terceiro período com 10 dos 30 pontos do Houston na parcial (30-25), mas no último período Steph Curry despertou e apareceu para acabar com qualquer esperança texana.

Foram 23 dos 36 pontos do time através de suas mãos nos 12 minutos finais e a vitória do Warriors por 118-113. Mais uma eliminação do Rockets para o Golden State (a segunda seguida) e dessa vez a frustração será gigantesca. Se em 2018 não havia Chris Paul (lesão) nos últimos jogos, neste ano quem estava desfalcado era o rival – e mesmo assim a vitória não veio.

Alegria do Warriors graças a Curry (e também Klay Thompson, claro). Tristeza pelo lado do Rockets. O Golden State segue firme em seu propósito de se tornar o primeiro tricampeão seguido da NBA desde o Lakers do começo do século.

0 Comentário(s)
5

Você pode gostar

Deixe um comentário