Home Esporte Zagueiro Rodrigo Sabiá, do Comercial, vive momento especial

Zagueiro Rodrigo Sabiá, do Comercial, vive momento especial

por Nilton Castelo

Capitão do Comercial, que disputa a Série A3 do Campeonato Paulista, o zagueiro Rodrigo Sabiá vive um momento especial mesmo durante o difícil período de pandemia: ele espera seu primeiro filho. Sua namorada, Fabi, está no quarto mês de gravidez.
Enquanto aguarda o retorno do estadual, o defensor segue treinando em casa e aproveitando esse momento nunca vivido antes.
“É um momento totalmente diferente. Muito especial mesmo. Meu primeiro filho. Uma sensação única. Algo que já estávamos planejando. Estamos muito felizes”, conta ele, que agora pode estar mais próximo da mulher devido a pausa do campeonato.
Aos 27 anos e vivendo a expectativa de ser pai pela primeira vez, Sabiá fez um balanço sobre a carreira, os objetivos e o receio do mundo que o pequeno Enzo (nome escolhido pelo casal para o bebê) terá pela frente. Confira abaixo as declarações do camisa 4 do Comercial:

 

Reação quando soube que seria pai:
“Quando a Fabi me disse que eu ia ser pai, a primeira coisa que veio na minha cabeça é que eu teria que trabalhar mais ainda para poder dar uma condição boa para ele, um futuro melhor…E com certeza focar ainda mais na minha carreira”, lembra Rodrigo.

Maior atenção a carreira:
“De uns tempos para cá eu já vinha me cuidando mais. Cuidando mais do meu corpo, do meu dia-a-dia. Entendendo muito mais que o atleta precisa se cuidar. E agora ainda mais, pensando na minha carreira mais a longo prazo. Antes eu pensava apenas no momento”, avalia.

Objetivo para 2020:
“O meu objetivo para este ano era primeiramente conquistar o acesso com o Comercial, principalmente porque estávamos em uma ascensão muito boa na competição. E, no segundo semestre, após fazer um bom trabalho e colaborar com o Comercial, a ideia era buscar uma equipe que disputasse uma competição nacional. Agora não sabemos como serão as coisas, mas quero poder concretizar esses objetivos”, afirma o capitão.

Mundo que seu filho terá pela frente:

“Com essa pandemia e tudo o que estamos vivendo atualmente com certeza dá um medo de qual mundo o Enzo terá. Isso a gente sempre pensa. Mas eu acredito muito que a medicina está trabalhando muito para que uma vacina seja encontrada e que tudo isso passe o mais rápido possível, a gente possa voltar a ter uma vida normal e as crianças que nascerem daqui um tempo assim como o Enzo, possam chegar em um mundo mais normalizado. E acredito que ele poderá viver uma vida brilhante”, declara.

Arrependimento na carreira:
“Poxa, com a cabeça de hoje com certeza eu penso que deveria ter me cuidado mais. Ter aproveitado melhor as oportunidades que tive. Algumas pessoas sabem que eu fui negociado com o Grêmio de Porto Alegre (sub-20) e deixei as coisas subirem à cabeça naquele momento. Não soube aproveitar as oportunidades que tive naquele momento em que eu vivia grande fase. Talvez se eu tivesse aproveitado as oportunidades com a cabeça que eu tenho hoje, com certeza estaria em um dos clubes grande do Brasil. Mas agora eu estou trabalhando muito pelo Comercial, com muita dedicação e agora ainda com a chegada do Enzo me dá ainda mais motivação para voltar a ter essa chance”, finaliza o zagueiro de 27 anos.

Fotos: Arquivo Pessoal / FG Assessoria

 

0 Comentário(s)
1

Você pode gostar

Deixe um comentário