Home Falando com Deus Sua autoestima depende somente de você

Sua autoestima depende somente de você

por Sônia Alves

Mas existe um sutil equívoco exatamente no que melhora nossa autoestima. No dicionário lemos que a autoestima é o “apreço ou valorização que uma pessoa confere a si própria, permitindo-lhe ter confiança nos próprios atos e pensamentos”. Se for eu quem me valorizo, então por que dou tanto ouvidos para o que vem de fora? Por que será que pauto a minha boa autoestima no que falam de mim e no que não falam?

O padrão de beleza em nossa sociedade é utopia, mas buscamos freneticamente alcançá-lo. E para quê? Para alcançar a margem de um padrão de autoestima vulnerável e fútil, que nós cristãs temos deixado ser o alvo do nosso coração. “Somos mulheres cristãs em um contexto social que cultua a aparência física. Neste mundo que supervaloriza a imagem, as mulheres que não alcançam o padrão de beleza reproduzido nas revistas e na televisão, sentem-se marginalizadas e sofrem prejuízos em sua autoestima”.

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” (Jeremias 17.9). Não podemos basear nossa autoestima no que o nosso coração pensa ser o melhor. Precisamos nos pautar no que Deus diz ser o melhor. “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais” (Jeremias 29.11).

O padrão bíblico de beleza é o remédio para nos curar da necessidade de alimentar nossa autoestima pelo que os outros falam. De dentro para fora somos adornadas pelo Espírito Santo. Nossa alma é abrilhantada pela alegria da salvação (1Sm 2.1), e o coração, cheio de alegria, traz a formosura ao nosso semblante (Pv 15.13). O nosso espírito, fortalecido no Senhor, não dá espaço aos pensamentos negativos e ignora as palavras venenosas do inimigo (Sl 51.10).

Em nosso físico, Templo do Espírito Santo, usamos a maquiagem com moderação. Não nos escondemos por detrás do pó, nem deixamos a sombra tampar o que temos de bonito. Somente valorizamos e acentuamos o que gostamos em nós. Vestimos-nos como Paulo alerta: “traje honesto” (1Timóteo 2.9), e nos portamos com feminilidade, fugindo sempre da aparência do mal (1Tessalonicenses 5.22).

Quando entendemos e vivemos essa verdade, nos libertamos do equívoco e passamos a viver o real significado da palavra autoestima. De fato, se você pensa o melhor sobre você, tendo a certeza do que Deus diz em sua Palavra, a baixa autoestima dá lugar à alta. E falem o que quiserem, pensem o que quiserem, nada pode abalar sua autoconfiança. A sua autoestima depende somente de você (Filipenses 4.3).

 

 

0 Comentário(s)
2

Você pode gostar

Deixe um comentário