Home Falando com Deus LONGANIMIDADE

LONGANIMIDADE

por Sônia Alves

Deus é às vezes chamado de “o Deus da paciência” (Romanos 15:5), não somente porque ele é o autor da graça da paciência, mas porque ele é paciente em si mesmo, pois este é um dos atributos de Deus, no qual ele pode, em alguma medida, ser imitado (ver Efésios 4:1,2; Colossenses 3:12).

Em razão do seu atributo de paciência, Deus é também longânimo, ou seja, tardio em se irar contra as transgressões que praticamos, e é especialmente por causa da sua longanimidade que o juízo contra o pecado é adiado por Ele para o Dia do Juízo Final (2 Pedro 3:9); e por meio deste atributo ele permite que a vida seja prolongada na Terra por séculos seguidos, a par de todas as iniquidades que nela são praticadas, porque tem sobretudo em vista completar o número dos que serão salvos pela graça que está sendo oferecida por meio da nossa fé em Jesus.

Nós vemos a longanimidade de Deus sendo exibida nas profecias da Bíblia, pelas quais apontava para dias muito distantes, o cumprimento dos seus propósitos eternos para o bem da humanidade, e isto desde a queda do primeiro homem no pecado (Gênesis 3;15) quando foi prometido que Satanás teria a sua cabeça esmagada por Jesus, que se manifestaria ao mundo na plenitude do tempo, para nos redimir do pecado (Daniel 9:24; Gálatas 4:4; Hebreus 9:15).

A longanimidade na vida do cristão  é sinal de sabedoria ( PROVÉRBIOS 14:29 ), ele será chamado de apaziguador ( PROVÉRBIOS 15: 18 ) e será precioso ( PROVÉRBIOS 16:32 ). Esta longanimidade deverá ser exercida com alegria e não com pesar ( Colossenses  3:12,14 ).
A Bíblia não diz que devo ser longânime apenas com os irmãos, mais sim com todos os homens! O mesmo princípio aplica-se ao amor, paz, mansidão, etc…
No entanto, se não consigo ser longânime com o meu irmão, como serei com “os de fora?”.
Para que a longanimidade esteja presente em nossa vida, devemos enxergar que todas as pessoas são importantes para Deus, que todos necessitam de amor e perdão, e que muito mais o Senhor fez por nós perdoando as nossas iniquidades.Devemos lembrar ainda que o Senhor continua sendo longânime para conosco. Isto tudo somente é possível em uma vida cheia do Espírito Santo.
A longanimidade prova o nosso amor uns para com os outros mostrando a nossa perfeita união.

Assim, até que o Grande dia do Juízo se manifeste no por vir, esse tempo em que vivemos será o tempo da paciência e da longanimidade de Deus para com todos os pecadores.

 

0 Comentário(s)
1

Você pode gostar

Deixe um comentário