Home Esporte Goleiro Bruno diz sim ao Operário-VG, mas aguarda decisão da diretoria:

Goleiro Bruno diz sim ao Operário-VG, mas aguarda decisão da diretoria:

por Nilton Castelo

Neste momento o Operário Várzea-grandense é o time que está na frente para ter o goleiro Bruno, ex-Flamengo, como reforço para a temporada 2020. Nesta tarde de terça-feira (7), o presidente do Fluminense de Feira-BA desistiu da contratação do atleta e as negociações com o clube matogrossense estão a um passo de serem concretizadas.

As questões salariais e de moradia estão acertadas, a temporada cheia com quatro competições, Estadual, Copa Verde, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro, atraem o goleiro, que não joga em competições oficiais desde 2017. Inclusive, na época ele jogou pelo Boa Esporte, clube mineiro que tem parceria firmada com o Chicote da Fronteira desde o final de 2018. Bruno está motivado, no aguardo do contrato para a sua advogada Dra. Mariana Migliorini dar entrada na guia para transferência junto à Justiça, visando trabalhar em Mato Grosso.

Em informações apuradas pela reportagem do Olhar Esportivo, o que realmente falta para assinar o contrato com o goleiro é a decisão da diretoria do Operário-VG, que após confirmar a negociação com Bruno na sexta-feira (3) passada, viu uma grande repercussão contra a vinda do jogador nos últimos dias, podendo emperrar o acordo.

A definição sobre o assunto deve ocorrer ainda nesta semana, para que caso seja positiva pelo lado do Tricolor, o atleta chegue ao menos para o início do Campeonato Matogrossense e para a estreia na Copa do Brasil, que será em jogo único contra o Santa Cruz-PE, na primeira quinzena de fevereiro.

Bruno vem treinando desde julho de 2019, quando conseguiu progressão de cumprimento de pena em regime semiaberto domiciliar, em Varginha-MG, por conta da condenação de mais de 20 anos pelo homicídio de Eliza Samudio, mãe do seu filho Bruninho. Ele chegou a ser contratado e jogar amistosos pelo Poços de Caldas-MG, mas rescindiu contrato em outubro, por alegação de atrasos salariais.

Revelado pelo Atlético-MG, Bruno também vestiu a camisa do Corinthians, mas se destacou pelo Flamengo, onde jogou por cinco anos e conquistou três estaduais e um título do Campeonato Brasileiro, em 2009. Ele era cotado para disputar a Copa do Mundo pela seleção brasileira em 2010.


Por: Pedro Lima / Olhar Esportivo

0 Comentário(s)
1

Você pode gostar

Deixe um comentário