Home Falando com Deus EM BUSCA DO VERDADEIRO AMOR!!!!

EM BUSCA DO VERDADEIRO AMOR!!!!

por Sônia Alves

 

Todos nós, em tudo o que fazemos, estamos em busca de uma só coisa: o amor perfeito.

 

“Deus nos amou primeiro. Se alguém disser: Amo a Deus, mas odeia seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê.
Temos de Deus este mandamento: o que amar a Deus, ame também a seu irmão.Todo o que crê que Jesus é o Cristo, nasceu de Deus; e todo o que ama aquele que o gerou, ama também aquele que dele foi gerado. Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: se amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Eis o amor de Deus: que guardemos seus mandamentos. E seus mandamentos não são penosos, porque todo o que nasceu de Deus vence o mundo. E esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1 Jo 4,19- 5,4).

Mas só existe um amor perfeito, e este amor vem de Deus. Por isso, precisamos buscá-Lo para preencher essa ausência de amor que sentimos.

Quantas cabeçadas damos nesta vida, porque estamos iludidos com o amor! Há uma fase no casamento em que, depois de muitos anos de casados, o matrimônio passa por uma crise e os cônjuges querem trocar a (o) esposa (o) por outra (o). Dizem: “O amor entre nós acabou”. Isso acontece, porque eles não entenderam nada sobre o que é o amor.

Milhares de anos se passaram e as pessoas não entenderam o que é amor. Ele não é sentimento, mas decisão. O amor suporta as provações, a dor. Isso é amor. No mundo, as pessoas matam em nome do amor, fazem da vida do outro um cativeiro. Isso não é amor. Se você liga a TV, vê que uma pessoa diz que amava a outra, mas a matou, porque não queria vê-la com mais ninguém. No mundo, o amor é como aquilo que me convém, que me satisfaz.

Não é fácil entender o amor de Deus. Na verdade, não há como entendê-lo, pois ele excede a nossa compreensão. Uma coisa podemos afirmar: tudo se resume e finda no amor. Em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Nisto se resume a lei e os profetas, pois o fim da lei é Cristo pra justiça daqueles que creem Nele.

Um cristão é reconhecido não pelas roupas que veste ou pela bíblia que carrega debaixo do braço e longe do coração, mas pelo amor que ele exerce pelas pessoas (Nisto conhecerão a todos que são meus discípulos, se vos amardes uns aos outros).

Quando recebemos esse amor incondicional que é dado a todos nós, gratuitamente, conseguimos amar as pessoas e entender o que, de fato, as levaram a pecar e, mansamente e humildemente, repassamos esse amor, certos de que Ele tem o poder de transformar as pessoas, fazendo-as voltar-se a Ele, mudando suas vidas. É como dar uma “porrada” no pecado, sem acertar o pecador.

Pois Ele, embora aborreça o pecado, ama o pecador. E não nos vê como miseráveis pecadores, mas homens e mulheres passíveis de serem libertos e salvos, através de seu grande Amor. Digamos que Ele não nos vê brancos, negros, pardos ou amarelos e sim vermelhos. Em nós, Ele vê seu sangue derramado, através de Jesus em nosso favor.

Aceitando seu amor incondicional e seu perdão redentor, fica bem mais fácil perdoar os que nos tem ofendido, pois quem quer amar a Deus, tem que, de fato, amar o seu próximo. Pois se não conseguimos amar o próximo que vemos, como amaremos a Deus o qual não vemos? Assim, como o perdão só se concretiza com atitudes de arrependimento, também o amor se manifesta com atitudes de amor, não apenas palavras. Só se ama com atos de amor.

O Amor que Deus quer que exerçamos é o mesmo amor relatado em Sua Palavra. Amor que tudo sofre, tudo espera, que não se ufana e nem se ensoberbece, amor que tudo suporta e que não busca os seus próprios interesses. Que Deus nos faça amar as pessoas, assim como Ele se fez Amor por nós todos, através de seu filho Jesus.

0 Comentário(s)
1

Você pode gostar

Deixe um comentário