Home Falando com Deus A IMENSIDÃO DO AMOR DO PAI;

A IMENSIDÃO DO AMOR DO PAI;

por Sônia Alves

O Evangelho de hoje é uma das mais lindas passagens do novo testamento e, certamente, também da Bíblia: “Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna. Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele” (Jo 3,16-17).

O mundo está a serviço do príncipe deste mundo. Ele, sem direito nenhum, conquistou aqueles que vivem uma vida mundana. Deus não enviou o seu Filho para condenar aqueles que estão sendo instrumentos do inimigo, mas para que Ele os salve. É muito importante que nós entendamos isso, pois para ser do Senhor é exigida de nós uma luta, uma busca. É um caminho estreito, mas que beleza ser de Deus! Existem aqueles que rejeitam o jeito que Senhor quer que vivamos, porque caíram na tentação, vivem o mal, o pecado. O inimigo faz deles instrumentos muito úteis para levar os outros ao pecado.

Os meios de comunicação estão fazendo isso, veja, por exemplo, o que estão fazendo com a nossa educação, a nossa política e jurisprudência. Você sabe quanta corrupção há nesse meio? É só abrir os olhos para a realidade para vermos que estamos num mundo que se tornou contra as leis e os mandamentos de Deus. Assim como a mãe ensina aos filhos com os exemplos, para que eles aprendam; muito mais Deus, que nos apresenta a sua Torah, que é todo o ensinamento da Bíblia. Na Bíblia, não há só leis e mandamentos, mas ensinamentos de salvação. É assim que Deus nos ama.

“Ora, o julgamento é este: a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más” (Jo 3, 19).

Isso não é poesia, é a palavra de Deus nos mostrando a realidade. Para os judeus, julgar é como colocar as coisas sobre a peneira, para separar o bom do ruim. É isso o que o Senhor está dizendo. Quando as pessoas pegam um caminho errado, de vício e de pecado, vai se criando dentro dela um medo de Deus e das pessoas que são d’Ele. As pessoas ficam insensíveis, porque o inimigo faz com que eles tenham essa reserva, essa precaução contra a luz que vem do próprio Deus.

Nós precisamos evangelizar. Se as pessoas da sua casa não querem ver a luz, vá evangelizar os outros, ajudá-los a sair das trevas e ir para a luz. Assim, Deus vai colocar alguém para evangelizar as pessoas da sua casa. Faça isso sem medo. “As coisas estão feias”, e a impressão é que está piorando a cada dia. Quando algo entra em putrefação, não tem como voltar, é irreversível, é por isso que precisamos salvar aqueles que Deus quer que salvemos.

Veja o que aconteceu com os apóstolos; eles haviam sido proibidos, mas porque realizaram curas e milagres em nome de Jesus, foram presos, julgados, açoitados e levados à prisão pública. Durante a noite, o anjo do Senhor foi até lá, retirou-os da prisão e pediu para que eles fossem ao templo e lá pregassem abertamente a tudo aquilo que Jesus mandou. Quando os guardas do templo os viram pregando, acharam que os chefes deles haviam soltado os apóstolos, mas quando os sacerdotes e os chefes do povo se reuniram para o julgamento, mandaram buscar Pedro e João na prisão, mas chegando lá, tiveram que voltar correndo dizendo que a prisão estava vazia. Ao mesmo tempo, havia a notícia de que eles estavam pregando no templo.

Meus irmãos, o anjo do Senhor está com todos aqueles pregam a Palavra de Jesus.

Nós estamos nos preparando para receber o Espírito Santo em abundância neste Pentecostes, para que Ele nos dê a coragem daqueles apóstolos, para que enfrentemos, com coragem, o mandato de Deus que é ir e evangelizar. Se as coisas forem contra você, o anjo do Senhor esta aí para tirá-lo da prisão. Não tenha medo, ponha Deus em primeiro lugar, foi por isso que Jesus foi enviado. Aquilo que aconteceu com os apóstolos, o anjo de Deus estará lá para libertar você e colocá-lo, novamente, em ação, porque Deus amou tanto o mundo que deu o Seu Filho único para que o mundo não se perca, mas tenha a vida eterna.

0 Comentário(s)
1

Você pode gostar

Deixe um comentário